FIP protesta durante Diálogos Governo-Sociedade: Copa 2014. 15M denuncia absurdo do Loteamento São Francisco

“Houve aqui um protesto, está aqui até agora, os companheiros generosamente ai de pé, segurando a faixa na boa. Nós acolhemos, problema nenhum. O debate está fluindo. Mas a tradução que passa para fora, quem não está aqui não sabe, é que houve uma guerra, houve uma interrupção. Veja como é duro construir a democracia no Brasil, quando ela é traduzido por aqueles que querem destruir e nos separar”. A declaração foi feita pelo ministro Gilberto Carvalho, durante seminário Diálogos Governo-Sociedade: Copa 2014, realizado na última sexta-feira (16), no Centro Paulo Freire.

A série de eventos acontece para dar argumentos a militantes de movimentos sociais alinhados com o PT para defenderem a Copa do Mundo. Já as faixas com as frase “#nãovaitercopa” e “Copa pra quem?”, foram colocadas atrás de onde estavam o ministro e o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira, por representantes da Frente Independente Popular (FIP). O Governo do Estado não enviou representantes, apesar de ser o principal responsável por alguns questionamentos que se faz às obras do Mundial especialmente no que se relaciona às remoções no Loteamento São Francisco (Camaragibe), Santa Mônica, Cosme e Damião (ambos no Recife) e em São Lourenço da Mata.

 

FIP promoveu protesto durante evento do Governo Federal
FIP promoveu protesto durante evento do Governo Federal

Se a Folha de S. Paulo tornou o protesto da FIP um assunto nacional. Apesar da presença de diversos veículos de imprensa em Camaragibe, no dia anterior, o 15M em Pernambuco praticamente não teve repercussão na mídia local e só poderá ter alguma visibilidade caso (como prometido) seja divulgado o tema pela TV Globo na próxima terça-feira, no Profissão Repórter. Por sinal, o programa mais livre da rede já vem sendo motivo de preocupação de integrantes do Comitê Popular da Copa, mas vamos esperar para analisar depois de ir ao ar.

Diante de uma cidade em guerra, violência para todos os lados, o 15M em Pernambuco foi uma demonstração de organização do Comitê Popular da Copa e especialmente dos removidos no Loteamento São Francisco. Seria um contraponto perfeito para todas as notícias de violência trazidas pelos jornais durante toda essa semana marcada pela greve da Polícia Militar.

E porque não saiu a notícia com os moradores do Loteamento São Francisco mostrando que ainda não receberam suas indenizações, que ainda aguardam até mesmo o auxílio moradia de R$200? Especialmente porque não se fala na homenagem realizada pelo Copa Favela 2014 aos sete mortos no Loteamento São Francisco e Cosme e Damião, considerados vítimas das desapropriações por terem sofrido com estresse e depressão? Um fotógrafo com quem conversei me disse que haviam muitas pautas na cidade, já que a violência tomou conta de toda a Região Metropolitana do Recife. Mas impossível não imaginar que um protesto com pauta clara, denúncia incisiva (contra as desapropriações e o investimento feito nos Terminais Integrados, além do atraso nas obras ter ficado evidente pelo local escolhido) e sem violência parece não ser pauta para a imprensa tradicional.

O Mídia Capoeira nasce para fazer esse contraponto. Dar voz a quem tem conteúdo para reclamar sobre as obras da Copa ou sobre outros temas, que afetam a população pernambucana. Passou da hora de ficarmos somente reclamando da mídia tradicional.

Desapropriados do Loteamento São Francisco foram entrevistados pelo Profissão Repórter
Desapropriados do Loteamento São Francisco foram entrevistados pela TV Globo
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s